top of page

Sentimentos são para serem sentidos

Respire, reflita, acolha, sinta. Muitas vezes esquecemos de sentir e acabamos nos punindo por isso.


O que nós aprendemos sobre sentimentos?

Você já deve ter escutado em algum momento da sua vida algo do tipo, "se continuar assim vou ficar triste", "que menino bobo, chorando atoa", "você não vai ficar brava por uma bobagem dessas né?", "engole esse choro", "não posso demonstrar o que eu sinto, se não ele vai embora". São essas e outras tantas, que nos fazem esquecer o que é o Sentir. Mal sabíamos que essas lágrimas contidas num futuro próximo virariam raiva, gritos e atitudes indesejadas.


Veja bem, esses dias me perguntaram se eu não estava preocupada com o fato da "nova geração" não saber lidar com a frustração... minha pergunta foi direta - E você sabe? Será que a geração anterior, a atual ou a futura sabem lidar com os sentimentos?

Me conta uma coisa, o que é lidar com algo? É saber fazer aquilo sumir, ou fazer passar logo, ou talvez é exterminar de uma vez, como nos filmes de "gângster". No dicionário a palavra lidar, significa lutar em batalha, duelar; pelejar. Quer dizer então que devemos ir contra aquilo que nos torna humanos, devemos lutar contra os nossos sentimentos?

Pelo menos é assim que somos/fomos muitas vezes ensinados a fazer... lidar com os sentimentos 🤦‍♀️.


Tá bom, mas qual o mal em querer controlar e conter tudo aquilo que não sentimos?

Como a própria imagem que eu escolhi para esse texto fala, o que temos dentro transborda, assim, se você contiver todos os seus sentimentos presos em você, uma hora o balde vai entornar. "Fugir dos nossos sentimentos nos faz vivenciar consequências que ferem a nossa relação conosco, com o outro e com o mundo" (Porquê Gritamos, Elisama Santos).


Agora você pode estar se perguntando, então o que eu vou fazer com esses sentimentos todos? A resposta é curta e simples, SENTIR! Os nossos sentimentos são parte do que somos, são inevitáveis e não podem ser contidos ou controlados. O que podemos controlar é a nossa atitude frente ao que sentimos.


Por isso da próxima vez que sentir vontade de GRITAR com o mundo:

1) Respire. Espere um pouco antes de tomar uma atitude, por mais automática que seja sua vontade de gritar, tome um suspiro profundo e;

2) Reflita. Tente entender o que você esta sentindo e o porque aquilo esta te incomodando tanto. As vezes você pode estar cansado e ter tido um dia estressante e acabar responsabilizando o outro pelo que esta passando.

3) Acolha. Assumir o que eu sinto me faz compreender por que doeu, aceite que o sentimento faz parte da sua vida e reconheça que somos imperfeitos e que está tudo bem.

4) Sinta. Cada sentimento tem uma função e senti-lo dará lugar a um novo sentimento e abrirá espaço para as pequenas alegrias da vida!


Espero que esses sejam um pequeno passo para o enorme poço de sentimento que você é e espero que você volte mais vezes.

Muito obrigada pela sua atenção e carinho,

Bárbara Corrêa.




174 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page